segunda-feira, 24 de novembro de 2008

O Sexo dos Anjos























Já não era ódio nem rancor. Não era desejo nem volúpia.

Era tão- somente, a impotente frustração que lhe comprimia a alma e lhe escoava o corpo, como tela de pintor em dia de tempestade.

Já não pensava, não sofria, não lamentava...apenas se desintegrava em colorida paleta de cor que nem anjo assexuado.


Este é o texto que faltava, agora está completo!

7 comentários:

korrosiva disse...

Só tó a ver a anja... hummfffffff :/

beijinhoss :)




P.S. Para NÃO variar tá lindo! ;)

António Sabão disse...

Olha Korrosiva, tou aki fodido que tenho um texto muito bom pra adicionar e não dá! PQP os computas, dasss...
Beijinho pra ti! :)

P.S. Abraço ao Dante ! Dassss

António Sabão disse...

Já está!
Hoje estás mesmo lamechas!

beijos virtuais...

Bernardo Moura disse...

Hei pá!
Es pe cta cu la re!

Muito fixe, mesmo.

:)

Abraço

Andreia Vilhena disse...

wow!
adorei!

Paula Raposo disse...

Muito bem conjugado o texto e a tua pintura (que é linda!) Beijos.

stériuéré disse...

Mas a gaja esqueceu-se de ir à depilação lol
está muito fora hehehhehehheeh
Gostei e prontos!!