terça-feira, 13 de maio de 2008

P(u)enta!!!

Quem não aguenta
E se senta
Afugenta
Na venta
Com água benta
A lenta e
Sonolenta
Magenta
Amarelenta... da vida!

3 comentários:

Jonas disse...

Muito magenta esta água benta...
Este poema é sobre o penta?
Já ganhámos, meu!

António Sabão disse...

heheheh!!! E sem água BENTA!!! Nem Paula Benta! Sem dinheiro mas com o Engenheiro F´Santos!

Bernardo Moura disse...

Ele exprimenta.
Ele come chiclet de menta.
Ele é um poenta!
:)