quarta-feira, 5 de março de 2008

Pois é!


Tive uma perda irreparável! Alguém me cumprimenta e diz, ó pá, eu sei o que sentes, conta comigo! Estou sempre ao teu lado, para te dar força, blá, blá, blá...Vem outro e diz, carago pá, conta sempre comigo! Eu, foda-se, até que acredito! Mais um, se precisares alguma coisa já sabes! Vem outro e diz aquilo que eu já sabia, não vás ao charco, estou aqui para o que der e vier! Eu até que continuo a acreditar, pôrra, toda a gente está comigo! Estou bem!!! Agora expliquem-me uma coisa! PORQUE É QUE ESTOU SOZINHO? Eu sei, é simples, os outros foram à sua vidinha e estão-se a cagar! Afinal são só palavras, nada mais que palavras! Aprendi uma coisa importante pela primeira vez na minha vida! Quando surgir a oportunidade farei o mesmo, se é que já não o fiz.
Que puta de paranóia!

12 comentários:

f@ disse...

Pois é paranoia ou não, é o que sentimos sempre que precisamos de algo ou de uma força que ninguém tem para nos dar...porque para dar é preciso ter...
sentimos vazio e distância, mtas vezes de quem menos esperamos...e temos que procurar dentro de nós mesmos força para continuar e para entender aqueles que ainda têm menos e pior do que nós... falo de sentimentos e capacidades...
beijinhos

f@ disse...

Sempre que algém me falha ou erra ou nunca está eu , invento desculpas e acho que devo ser eu a procurar entender o que lhe falta e ele e desculpar...numa boa... deve ser por isso que levo sempre nas trombas...lol..
beijinhos

anel disse...

Oh António, espero que esses não sejam os teu verdadeiros AMIGOS?!...
Não são, pois não?
Então caga nisso.

Miss D disse...

O ser Humano é estupidamente egoísta por natureza. E essas palavras, leva-as o vento. Por isso é que em alguns momentos, me tornei descrente das palavras. Às vezes um abraço é o suficiente para dizer o que muitas palavras ocas não dizem. Duvido muito que as pessoas que lhe disseram isso lhe tivessem dado um abraço daqueles que reconfortam a alma, daqueles que se sentem sem mais palavras...
***

aDesenhar disse...

um abraço
...

vsuzano disse...

deixa lá a paranóia, e quando quiseres um jantar avisa...é só pôr mais água no feijão...

abraço

vsuzano

Capitão Merda disse...

Tenha calma, António!

Bernardo Moura disse...

Achas mesmo?

Olá!! disse...

Eu não digo nada... é quando quiseres...
Beijosssssssss

Jonas disse...

A friend in need is a friend indeed!
Se fores fumador ou não te importares com o meu fumo; se beberes uns copos sem pensar na ressaca; se ainda tens disponibilidade para conhecer gente normal, então só te resta combinar uma jantarada.(dá-me uma morada, um telefone...)
Passarei por aí...para te pegar. Quando quiseres. Tempo é o que mais tenho.
Serás o convidado especial.
Caso contrário, serei o desprezado especial.
Abraço

Abraços.

António Sabão disse...

Ok,Jonas! Mi liga! Vais ao saboonices e tens lá um link para a minha página na net (cartono)! Está lá "tudo"!
Abraço

Paula Raposo disse...

Enviei-te um sms e não obtive resposta...beijos.