sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Tempo...

Que tal o meu reló? Roubei-o ao Sinistro da Saúde, um tal Correia de Transmissão! eheheh

Aceitam-se títulos para o relógio!

13 comentários:

Paula Raposo disse...

LOLOL o relógio é excelente. O título : "Tempo de cavaqueira"!!!

Olá!! disse...

Contagem decrescente... ??? Não tinhas uma com sorriso cinico??? ;))

bisturi disse...

Não tens falta de tempo...estás morto....Eheheh

Capitão Merda disse...

Anda a assaltar palhaços, ANTÓNIO?!
isso não se faz...

Capitão Merda disse...

António, não sei o que você fez ao "blog". Um gajo vê-se fodido para sair...

António Sabão disse...

Capitão, não sei responder! Mas deve ser como os hospitais, depois de estar lá dentro é fodido pra sair! :(

Bernardo Moura disse...

É fixe!
:)

Jonas disse...

Esse reló é um Cavalo de Tróia...Já me rebentou com 2 blogues...Tive de formatar o disco todo. Estás frito!
hehehehe

f@ disse...

Dlim Dlão cabeça de sabão...

António Sabão disse...

Dlim Dlá...Cabeça de F@! eheheh
Ai que riso...snif

f@ disse...

Já que o roubaste ao ministro... cá vai:
ROLEX A FINADO
ROLEX TUMBA TIC-TAC
ROLEX INTEMPORAL TIC-TOC COM MONITOR CARDIACO E QUE MEDE AS CALORIAS GANHAS PELOS MINISTROS TODOS..
ROLEX VIAGEM SEM TEMPO
ROLEX HORA DA MORTE
ROLEX RELÓGIO DE PONTO DO ALÉM

TOU COM SONO...

f@ disse...

mas... tb pode ser o tic tac aquele que vamos ver as horas aqui... e nesse caso é o TIC TAC CABEÇA DO CRAC... e beiinhos na noite escuuuura .... arrepios

f@ disse...

já vi que não gostas-te dos nomes...
foi a brincar!!!! fica então com o poema...:
Relógio ?
Acordo de noite subitamente.
E o meu relógio ocupa a noite toda.
Não sinto a Natureza lá fora,
O meu quarto é uma coisa escura com paredes vagamente brancas.
Lá fora há um sossego como se nada existisse.
Só o relógio prossegue o seu ruído.
E esta pequena coisa de engrenagens que está em cima da minha mesa
Abafa toda a existência da terra e do céu...
Quase que me perco a pensar o que isto significa,
Mas estaco, e sinto-me sorrir na noite com os cantos da boca,
Porque a única coisa que o meu relógio simboliza ou significa
É a curiosa sensação de encher a noite enorme
Com a sua pequenez...